saopaulo.sp.gov.br Cidadão SP

Cultura e
Economia Criativa

saopaulo.sp.gov.br Cidadão SP

Cultura e
Economia Criativa

MUSEU VERDE

COMPENSAÇÃO AMBIENTAL PARA GASES DE EFEITO ESTUFA

Atualmente as ações de SUSTENTABILIDADE demonstram a responsabilidade de gestões comprometidas com os paradigmas internacionais explicitados nas dimensões social, cultural, econômica e ambiental do desenvolvimento sustentável.

Há que se satisfazer as necessidades do presente sem comprometer as necessidades das gerações futuras.

Ainda sob o entendimento que os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – ODS elaborados pela Organização das Nações Unidas – ONU para a Agenda 2030 devem inspirar e permear a relação museu-comunidade e fazer parte das ações e pautas dos museus nos dias atuais o Museu Casa de Portinari tem buscado contribuir com as mudanças desejadas para a sociedade.

Assim, sob essa perspectiva nasceu, em 2011, o Projeto Museu Verde, o qual reflete a preocupação e o engajamento do Museu Casa de Portinari com as questões sociais e ambientais e que vem se aprimorando com o passar dos anos.

Um pouco mais sobre o projeto:

O PLANTIO DE MUDAS

Contribuindo mais extensamente com o aumento das áreas verdes, com papel importante na diminuição do efeito estufa, na conservação das águas e na melhoria do equilíbrio ambiental, o Museu Casa de Portinari realiza a plantação de árvores na área urbana ou nas áreas ribeirinhas dos córregos do município de Brodowski.

A compensação ambiental para gases de efeito estufa é importante e pode ser iniciada, como delineado acima, com a elaboração de inventário de emissões de gases de efeito estufa, cálculo da quantidade de árvores a serem plantadas e medidas sistêmicas de redução de emissões.

SELO CARBON FREE

Em 2019, o projeto fez adesão ao selo Carbon Free, que foi desenvolvido pela Ong Iniciativa Verde para que as emissões de gases de efeito estufa decorrentes de qualquer atividade humana sejam compensadas.

Isso porque as atividades humanas como produtos, construções e eventos, emitem direta ou indiretamente uma quantidade de gases que podem agravar o aquecimento global.

Esse tipo de projeto também é conhecido como “Compensação de Carbono e Neutralização de Carbono”.  O Museu Verde participa desse programa e recebeu o selo Carbon Free junto a um certificado com o número de árvores plantadas e a quantidade de gases de efeito estufa compensados.

PLANTIOS
REALIZADOS

2013

Foi feito em parceria com a Associação Ecológica Vida Verde o plantio de 51 mudas. As espécies foram definidas pelo engenheiro agrônomo responsável da Prefeitura Municipal, assim como o local do plantio. Jatobás, paineiras, abacateiros, pitangas, cajamangas, entre outras espécies nativas foram inseridas na área próxima a unidade mista hospitalar da cidade.

2015

Em parceria com a Prefeitura Municipal de Brodowski foi realizada a perfuração para serem depositadas mudas em uma área industrial da cidade que era originalmente composta apenas por capim, não existindo ali nenhuma espécie arbórea. Foram plantadas 94 espécies de árvores conforme indicadas no inventário de emissão de poluentes de 2014. As mudas foram doação da Associação Ecológica Vida Verde e foram indicadas pelo engenheiro agrônomo responsável da Prefeitura Municipal.

2016

Com a participação dos alunos do sétimo ano da escola EMEF Professora Nair Duarte do Páteo Franzoni, em área verde com aproximadamente 2.800 metros quadrados do bairro Jardim Sá Pinto. A área foi preparada para plantio por funcionários da Prefeitura Municipal também deram apoio após o plantio de 85 espécies de mudas realizado pelos jovens.

2017

Foram plantadas 126 espécies de árvores no bairro Jardim das Oliveiras, em parceria com a Prefeitura Municipal que realizou o preparo da área para o recebimento das novas mudas e com a Associação Ecológica Vida Verde, em uma área de aproximadamente 3.200 metros quadrados indicada pelo engenheiro agrônomo responsável na prefeitura.

2018

Com adesão do selo Carbon Free, desenvolvido pela Ong Iniciativa Verde, foram plantadas 133 árvores na Serra da Mantiqueira em área que pertence a cidade de Paraisópolis/MG.A iniciativa se baseia integralmente na recomposição de floresta nativa do bioma Mata Atlântica pela parceria entre o Programa Carbon Free e o Plano Conservador da Mantiqueira. O projeto visa o fomento às soluções baseadas na natureza (SBN) a partir do desenvolvimento de infraestrutura natural em áreas degradadas.

MAIS SUSTENTABILIDADE

VIVEIRO DE MUDAS

Com o objetivo de ampliar a sustentabilidade e autogestão dos canteiros ajardinados do Museu Casa de Portinari, é mantido um viveiro de mudas de várias espécies pertencentes ao jardim, especialmente das roseiras.

Com o objetivo de ampliar a sustentabilidade e autogestão dos canteiros ajardinados do Museu Casa de Portinari, é mantido um viveiro de mudas de várias espécies pertencentes ao jardim, especialmente das roseiras.

Cada espécie é identificada com uma plaquinha junto à planta que corresponde à sua matriz e o canteiro de onde foi retirada. O museu possui ainda um levantamento que abrange informações das características de cada espécie cultivada nos jardins.

Outro objetivo da produção de mudas é fomentar o projeto “Cultive Portinari”, através da venda de mudas de roseiras, e o projeto “Aromas e Temperos da Nonna”, ambos com a proposta de obter recursos financeiros que possam ser revertidos em ações educativas e culturais da instituição.

PROJETO DE COMPOSTAGEM

O projeto de compostagem foi dimensionado de acordo com as características específicas do Museu Casa de Portinari –  Compostagem de Resíduos das Folhas das Árvores e do Jardim.

Os resíduos de folhas das árvores e da poda do jardim são considerados como potenciais produtos quando reutilizados. Esses resíduos possuem uma lenta decomposição caso não sejam submetidos a um processo de compostagem. Este processo, além de acelerar a decomposição do resíduo, também fornece um composto orgânico como produto final, que pode ser aplicado ao solo, propiciando benefícios. Portanto, foi implantado o projeto vislumbrando o uso do substrato obtido no jardim do museu, beneficiando o desenvolvimento e a manutenção das áreas verdes.

JUNTOS POR UM FUTURO MELHOR!!!

Queremos garantir que cada vez mais áreas verdes sejam criadas por todas as partes. Esse é o motivo pelo qual o Museu Verde tem realizado todas essas ações, pois esperamos garantir um mundo melhor para as gerações futuras, além de mais consciência sobre a necessidade da preservação ambiental e bom uso dos recursos naturais por parte da sociedade.